segunda-feira, 8 de julho de 2013

Taxa livre de risco e prêmio pelo risco em 51 países

Fernandez, Aguirreamalloa e Linares (2013) (clique aqui para os resultados de 2013 e aqui para os de 2012) realizaram uma pesquisa (por email, acredito com quem tem cadastro na SSRN) para averiguar qual era a taxa livre de risco (Rf) e o prêmio pelo risco (Rp) nos EUA e em outros países. Eles conseguiram respostas de 71 países, porém consideraram apenas aqueles que tiveram mais de 5 respostas, totalizando 51 países - em mais de 6 mil respostas.

O interessante é que algumas pessoas não acreditam mesmo em pesquisas (fico até com receio de acreditar nesses resultados, pois alguém pode responder algo fora da realidade apenas para não divulgar sua estratégia). Por exemplo, 30 pessoas responderam que essa é uma informação confidencial e eles não divulgam as bases da sua análise (passei por isso recentemente em uma pesquisa sobre auditoria, com um amigo meu).

O maior prêmio pelo risco indicado foi o do Paquistão (16%), seguido da Venezuela (11,2%), Argentina e Bolívia (10,6%). A Argentina também teve o maior desvio-padrão, o que pode indicar maior incerteza aos que utilizam o Rp para a tomada de decisão. Por que será que esses países têm um Rp tão alto?! kkk.

Custo do capital próprio de alguns países da amostra do artigo.


Em contra-partida, o menor Rp médio foi do Canadá e da Nova Zelândia, com 5,4%. No Brasil, o Rp foi de 6,5% (com 112 respondentes).

Os autores ainda comparam as respostas dos respondentes (professores x praticantes) e os outros anos (2011-2013).

Não há muita discussão no artigo, mas ainda assim é uma leitura interessante.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...