quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Estudos Bibliométricos (Bibliometria)

Os trabalhos bibliométricos, aqueles que usam ferramentas matemáticas ou estatísticas para determinar como anda o processo de comunicação (no nosso caso, as publicações em periódicos, eventos ou livros), tenta quantificar a comunicação escrita, ou seja, aquela publicada em livros, periódicos, eventos etc (Fonte, veja mais sobre a Fonte).

Sabendo agora o que é um trabalho bibliométrico, vou dizer o porquê de ter resolvido postar sobre isso. Estava pensando em um artigo para escrever para uma das disciplinas do mestrado, porém tive um problema com os dados. Isso me fez ficar sem muita saída para fazer trabalhos na área de finanças agora nas férias de janeiro. Meio aperreado, na hora do jantar, eu pensei: por que não fazer um trabalho bibliométrico sobre o tema da minha dissertação? Não precisarei de Economática para isso.

Daí surgiu a ideia de escrever esse trabalho e postar sobre essa metodologia aqui por mais dois motivos: o primeiro é que eu vou divulgar com os leitores do blog essa metodologia da Ciência da Informação, mostrando algumas poucas vantagens (essa metodologia está longe de ser minha especialidade) e ainda vou deixar registrado aqui um blog muito interessante sobre isso (clique aqui), possibilitando até uma pesquisa futura minha.

Voltando ao tema central do post,  bibliometria é sustentada por alguns princípios e Leis. Quando comecei a ler sobre isso, percebi muita relevância para as pesquisas em Ciências Contábeis e fui tendo algumas ideias para o meu artigo (essas eu não compartilharei ainda). Sem ser muito profundo nesse tema, até porque não é interesse do post, as principais Leis são as seguintes (Fonte): Lei de Bradford, Lei de Lotka e Lei de Zipf.

A Lei de Bradford estima a relevância dos periódicos em uma determinada área do conhecimento.

A Lei de Lotka estima a produtividade ou relevância dos autores e supõe que alguns pesquisadores produzem muito em determinada área e muitos pesquisadores produzem pouco.

Já a Lei de Zipf estima as freqüências de ocorrência das palavras em um determinada texto e a região de concentração dos textos.

Para a minha pesquisa, especificamente, as duas primeiras serão muito importantes.



Baseando-se no objetivo da bibliometria, que é, de forma bem ampla e geral, quantificar aquilo que está publicado, essa metodologia pode ser aplica à contabilidade, administração, economia etc, com o objetivo de: encontrar os maiores e mais produtivos autores da área (possibilitando buscar no Lattes dele outros trabalhos na área ou até contato via email), quais os periódicos que mais publicam na área da sua pesquisa, o que já foi estudado no âmbito da sua pesquisa aqui no Brasil, o que está sendo publicado e estudado no exterior sobre o seu tema (essas duas últimas podem fazer com que surjam ideias de pesquisas futuras), possibilita levantar hipóteses para o seu trabalho, amplia e melhora o seu referencial teórico, entre outras vantagens.

Para finalizar, deixo aqui alguns trabalhos bibliométricos para exemplo:


Análise cientométrica dos estudos bibliométricos publicados em periódicos da área de biblioteconomia e ciência da informação;

Análise dos perfis dos artigos com estrato qualis CAPES sobre teoria dos ajustamentos contábeis do lucro;

Esses dois são bem simples, mas são interessantes para começar a ver como é que funciona a metodologia bibliométrica mais simples. O primeiro é da área de ciência da informação e traz até um breve histórico, por isso achei interessante. O segundo, além de ser da nossa área, é de duas amigas minhas e um professor. É bom divulgar o trabalho dos amigos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...