sábado, 20 de maio de 2017

Endividamento de empresas brasileiras estatais e não estatais

O primeiro artigo da última edição da RECFin, de autoria de Samuel de Paiva Naves Mamede, Wilson Toshiro Nakamura, Elaine Aparecida Maruyama Vieira Nakamura, Graciela Dias Coelho Jones e José Renato de Paula Souza Jardim, tem o título de “Empresas brasileiras estatais e não estatais: uma análise das relações de endividamento”. 


Os autores analisaram as relações do endividamento das empresas brasileiras estatais e não estatais listadas na BM&FBovespa (agora B3, após a fusão com a CETIP). Os resultados do artigo apontaram que quanto maior o tamanho da empresa, menor é o nível de endividamento; que o endividamento das empresas privadas é menor do que as empresas estatais e que não houve qualquer tipo de constatação e/ou inferência de que a variável concentração de capital pode trazer implicações para a possível relação significativa do endividamento contábil e de mercado nas empresas brasileiras estatais e não estatais. 

O artigo poderá ser acessado no seguinte link: http://periodicos.ufpb.br/index.php/recfin/article/view/31972

A RECFin atualmente está classificada como B3 no Qualis de Administração, Ciências Contábeis e Turismo e aceita novas submissões de artigos continuamente.

#RECFin #PPGCC #UFPB #EstruturaDeCapital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...