segunda-feira, 20 de junho de 2016

Cuidado com a carência: como se dá o cálculo da prestação no Empreender-JP

O Empreender-JP é um programa de microcrédito da Prefeitura de João Pessoa - PB e tem ajudado muitas pessoas a colocarem em prática suas ideias de negócios. Contudo, como não existe almoço grátis, é preciso pagar uma taxa de juros de 0,9% a.m. (pelo menos é o que é informado inicialmente).

Um amigo meu ficou surpreso com a parcela que ele teve que pagar neste programa, para um principal de R$ 8.500,00, e me pediu alguns esclarecimentos. A explicação que eu dei, de forma resumida, está no final desse post.

O que ele não contava era que os 3 meses de carência que foram dados tinham os juros capitalizados no principal. Além disso, há uma cláusula que cobra 2%, em cima do principal, para um "fundo garantidor". E, como não poderia ser diferente, os 3 meses de carência levam a juros compostos em cima do principal mais esses 2%.

O problema de assimetria informacional ocorreu porque, segundo meu "informante", não houve nem a informação de que seriam cobrados esses 2%, nem que no período de carência os juros seriam calculados e capitalizados. Para nós que somos da área financeira, essa questão da carência e capitalização não gerariam dúvidas, mas para quem é de outras áreas, é aceitável que eles não entendam que os juros serão cobrados e capitalizados nesse período de carência. A instituição financeira tem que deixar isso bem claro.

Ainda segundo meu informante, ele só teve acesso ao contrato no dia, já para receber o cheque (que já estava assinado e tudo). Para o pequeno empresário que está precisando do dinheiro, isso pode gerar um bom problema. 

Então fica o alerta para os que forem captar recursos dessa forma. Cuidado com taxas extras e com a carência!

Aqui está o cálculo da prestação:

Valor do principal = R$ 8.500,00
Mais 2% para o Fundo Garantidor = R$ 8.500*(1+2%) = R$ 8.670,00
Capitalizando os juros dos 3 meses de carência = R$ 8.670,00*(1+0,9%)^3 = R$ 8.906,2031

Esse R$ 8.906,2031 é o "principal" de fato, que será considerado para o cálculo da prestação pelo price (Sistema Francês).
Com base nele você aplica a fórmula conhecida como PMT do método Price (no meu blog de Finanças vocês podem encontrar alguns materiais sobre isso), que dá uma prestação de R$ 414,2724.
Usando a calculadora financeira, você segue a seguinte rotina, para chegar ao valor supracitado:
1) 8,906.2031 --> CHS --> PV
2) 0.9 --> i
3) 24 --> n
4) PMT, aí ele dá o valor de 414.2724 de parcela (prestação/payment)

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...