sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Partidas dobradas e Os Borgias

Os Borgias é uma série de TV que está na minha lista para assistir no futuro. Curiosamente, Fabiano Batista (Professor da UFCG e doutorando pelo PPGCC/UFPB) postou hoje um trecho de um dos episódios falando sobre a utilização das partidas dobradas para a detecção de desvio de dinheiro por parte de um membro da igreja.

Esse vídeo é particularmente interessante porque é extensamente difundido nas Faculdades de Contabilidade que o criador do método das partidas dobradas foi Luca Paciolli, publicando essa "nova" tecnologia no "Summa de Arithmetica, Geometria, Proportioni et Proportionalita", em 1494. Porém existem evidências da utilização do método muito antes disso. Vejam por exemplo o jogo Deborah (criado por brasileiros), diversos artigos sobre história da contabilidade e até esse trecho da série que diz que o método foi criado por banqueiros de Florença (há evidências disso, por exemplo, desde o século 13, bem antes de Pacioli).

Todavia, não tem como afirmarmos quem foi o criador do método. Eu costumo dizer que o método surgiu junto com os homens, junto com a natureza (quando você passa a noite debitando "cachaça" em uma festa, está ao mesmo tempo creditando a ressaca do dia seguinte). Se você acredita na existência de pelo menos um Deus, então foi ele quem criou o nosso método.

Outro ponto interessante, da publicação do Summa, por um Frei, é que o método era tão eficiente (e ainda é, já que estamos em 2015 e continuamos a usar) que poderia ser utilizado para detectar fraudes e também para controlar a riqueza da igreja - que tinha (e ainda tem) muito, muito dinheiro naquela época.

Para mais metodologias científicas que podem ser utilizadas para detecção de fraudes, veja isso aqui sobre análise de redes sociais e crimes. O vídeo está abaixo, para os interessados em história e contabilidade.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...