segunda-feira, 14 de setembro de 2015

[RUF 2015] Curso de Contabilidade da UFPB sobe 18 posições e é 19º no Brasil

O RUF é um ranking anual, elaborado pela Folha (saiba mais aqui), muito importante para que os alunos possam escolher melhor onde estudarão.

A colocação do Curso no Ranking 2015 não é a melhor, porém o 19º lugar é muito bom, quando comparamos com a nossa 37ª colocação em 2014. Dentro da UFPB, o Curso de Ciências Contábeis é o 5º com a melhor avaliação.

Isso demonstra, mais uma vez, o empenho de todos os profissionais e alunos que constituem o Departamento de Finanças e Contabilidade da UFPB. Por exemplo, recentemente não tínhamos nenhuma estrela no Guia do Estudante e passamos a ter 4 estrelas nas duas últimas avaliações.

No Nordeste, ficamos atrás apenas da UFBA, que está em 9º lugar no Brasil, e que também conta com diversos ótimos Professores. No ano passado éramos a 5ª do Nordeste.

Destacam-se, ainda os seguintes pontos, em comparação ao ano passado:

  1. Não éramos avaliados pelo mercado e agora somos 43º lugar neste quesito (o reconhecimento do Mercado foi o ponto mais importante para a nossa escalada);
  2. Éramos 10º lugar na qualidade do ensino e passamos para 14º;
  3. Éramos 44º em Professores com mestrado e doutorado e passamos para 54º;
  4. Éramos 190º no ENADE e passamos para 192º;
  5. Continuamos entre os que estão em 1º lugar com Professores com dedicação integral ao ensino (não sei até que ponto isso é bom...);
  6. Com relação aos avaliadores do MEC, passamos de 9º para 10º.

Isso não mostra, necessariamente, que pioramos em alguns aspectos. A concorrência está mais acirrada entre as Universidades, isso faz com que caiamos de forma relativa (comparativa). Não quer dizer que pioramos, como apresentarei abaixo. 

Exemplo disso é a qualidade do ensino, que leva em consideração vários aspectos, dentre os quais os cursos de mestrado e doutorado. Não sei como a Folha computou isso, mas nós tínhamos um programa multiinstitucional de pós-graduação em Contabilidade (o 2º a ser criado no Brasil) com conceito 5. Agora temos um programa novo, composto apenas pela UFPB, com conceito 4 (embora tenhamos requisitos de conceito 5) e ainda mantemos o multi com conceito 5. Ou seja, temos 2 cursos, porém nossa nota relativa diminuiu. Será que fizeram a média, 4,5?

Nosso número de doutores aumentou, porém tínhamos um Professor especialista. Será que isso derrubou nossa nota? Não ficou claro, mas se derrubou, deveria ser considerado o porquê de termos um especialista (que defendeu recentemente a dissertação de mestrado). O motivo é que ele é do curso de Ciências Atuariais, que não tem mestres e doutores disponíveis no mercado (assim como contabilidade, poucos anos atrás). Isso deveria ser uma coisa boa.

A UFPB, de forma geral, passou de 25º lugar para 28º.

P.s.: o ranking, por algum motivo que eu desconheço, está computando Faculdades que já encerraram suas atividades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...