quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Carreira na contabilidade: entrevista para emprego

Hoje temos a participação de uma "não contadora". Mayara Almeida é psicóloga e nos trouxe algumas dicas para tão esperada entrevista para emprego (ou monitoria, extensão, pesquisa...).

Mayara é psicóloga clínica e organizacional, especialista em gestão de pessoas, autora de um blog com vários textos legais publicados diariamente, também é autora de dois livros ("Entre nós e laços" e "No compasso do amor"), além de trabalhar, atualmente, com publicidade em uma clínica.




Vamos às dicas!


Dicas para uma entrevista de emprego

Para um bom desempenho comportamental num processo seletivo, faz-se necessário seguir certos padrões comportamentais que irão colaborar na conquista de uma nova oportunidade de trabalho. São eles:

- Conheça a empresa que está oferecendo a vaga;

- Planeje o seu dia para não chegar atrasado na entrevista, o ideal é apresentar-se 10 minutos antes do horário agendado;

- Desligue o celular, ou mantenha no silencioso, pois um celular que toca durante uma entrevista de emprego pode ser visto como uma falta de interesse por parte do candidato a vaga;

- Como as empresas têm diferentes códigos sobre trajes, é importante descobrir com antecedência o estilo da mesma para saber que roupa é mais indicada nas entrevistas;

- Não fale mal do antigo emprego ou chefe; respeite as experiências que vivenciou;

- Se questionado sobre o motivo que o levou a abandonar o emprego anterior, seja discreto na resposta, mas não engane quanto à real situação;

- Não crie habilidades que você não possui; eventualmente, até conseguirá a vaga, mas, com certeza, perderá o emprego e marcará negativamente sua carreira.

- Seja um bom ouvinte. Não interrompa o entrevistador em hipótese alguma;

- Evite falar mentiras ou gírias;

- Tenha atenção especial à linguagem, evitando cometer erros de português, tanto na comunicação oral, quanto na escrita.

- Questione se houver dúvidas demonstre interesse em relação à oportunidade;

- Reflita com antecedência sobre seus pontos fortes e fracos, todos temos ambos, então, não responda que possui “apenas qualidades” ou “apenas defeitos”.

- Se achar necessário, fale sobre sua carreira em frente ao espelho, apenas com o objetivo de sentir-se confortável com a construção oral de um discurso.

A linguagem não verbal também influi na percepção do candidato, pois é uma representação do nosso mundo interior e pode indicar características da personalidade: manter os braços cruzados e olhar o relógio toda hora são indicativos de uma pessoa fechada e ansiosa; entretanto, cumprimentar com um aperto de mão firme e manter contato visual com o entrevistador são atitudes simples, mas que podem ser positivas na avaliação do candidato.

Por fim, seja flexível às situações que podem surgir a fim de destacar-se frente aos outros participantes. O importante é agir naturalmente, buscando um equilíbrio entre a imagem que quer passar e o que a empresa precisa para escolhê-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...