quarta-feira, 3 de julho de 2013

Redução de Custos, sexismo e incentivos para a remuneração: o caso da GoAir e da Samoa Air

A companhia aérea indiana GoAir optou por utilizar apenas comissárias de bordo (isso mesmo: mulheres) - atualmente 40% do grupo de comissários de bordo são homens e 60% mulheres. A justificativa dada é que a decisão foi tomada para economizar combustível.

Segundo o The Times of India (aqui), cada kg adicional custa à empresa Rs 3,00 por hora de voo. Assim, a empresa espera economizar o equivalente a R$ 1,1 milhão de reais por ano (esse dado é da Infomoney), visto que os homens pesam de 15 a 20 kg a mais que as mulheres.


Não vejo muito problema em querer reduzir os custos operacionais da empresa. O problema, nesse caso, é de interpretação dessa decisão por parte do mercado, visto que a Índia, culturalmente, é um país que gera problema para as mulheres. Será que a decisão não foi influenciada por isso? Será que o mercado vai entender dessa forma, impactando na escolha por voar ou não voar na GoAir?

Se a ideia é reduzir os custos pela redução de peso do avião, não seria, então, uma boa ideia estimular uma vida mais saudável aos seus colaboradores? Será que uma forma de remuneração baseada em uma meta de "peso ideal" seria uma boa solução?

Penso nisso porque algumas pessoas podem preferir ser atendidos por homens em alguns casos: imagine um homem com "dor de barriga" tendo que pedir ajuda a uma comissária de bordo bem bonita. Talvez ele fique envergonhado, preferindo um homem feio.

Outro ponto que poderia resolver o problema da interpretação sexista na Índia: e se o preço das passagens fosse cobrado a partir do peso dos clientes (exemplo da Samoa Air)? Seria justo? Seria ético? Porém resolveria um pouco essa interpretação sexista dada por algumas pessoas (basta ler os comentários da matéria no site que serviu de fonte para essa postagem).

Decisões estratégicas são sempre muito difíceis e podem gerar diversos desdobramentos, além da solução do problema que ela objetivava solucionar. Cabe aos contadores auxiliarem os gestores na simulação de diversos cenários de modo a auxiliá-los. Porém sempre temos que pensar nas diversas implicações. Isso é muito importante!

Uma observação: na postagem do The Times of India, eles citam diversas outras formas de reduzir o peso do avião. Essa postagem focou apenas em uma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...