segunda-feira, 14 de março de 2011

Exame de Suficiência - Conciliação Bancária

Conciliação Bancária é o processo de ajustar o saldo da Contabilidade com o do Banco, na intenção de acabar com as diferenças ocasionadas pelo não lançamento de débitos ou créditos por qualquer uma das partes.

Alguns autores e pessoas que trabalham diretamente com essa ferramenta, entendem ela como sendo uma ”prévia” de auditoria aplicada ao setor financeiro da entidade.

1. (Exame de Suficiência, 2004) Identifique a afirmação CORRETA acerca dos testes realizados pelos auditores nas conciliações bancárias.
a) Em 30/12/2003, o banco debitou R$ 75.000,00 na conta da empresa, referente ao depósito de um cheque sem fundo de cliente. A empresa só registrou a devolução do cheque depositado em 05/01/2004. Considerando essa transação como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria apresentada da seguinte forma:

 

Extrato

Razão

Saldos em 31/12/2003 R$ 4.752.820,00 R$ 4.827.820,00
Cheque cliente devolvido R$ 75.000,00  
saldos ajustados R$ 4.827.820,00 R$ 4.827.820,00


b) Em 30/12/2003, o banco debitou R$ 75.000,00 na conta da empresa, referente ao depósito de um cheque sem fundo de cliente. A empresa só registrou a devolução do cheque depositado em 05/01/2004. Considerando essa transação como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria apresentada da seguinte forma:

 

Extrato

Razão

Saldos em 31/12/2003 R$ 4.752.820,00 R$ 4.827.820,00
Cheque cliente devolvido   (R$ 75.000,00)
saldos ajustados R$ 4.752.820,00 R$ 4.752.820,00

 
c) Em 30/12/2003, o banco recebeu R$ 620.000,00 referentes às duplicatas de clientes e creditou esse valor na conta da empresa, que registrou a transação em 05/01/2004. Considerando essa transação como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria apresentada da seguinte forma:

 

Extrato

Razão

Saldos em 31/12/2003 R$ 6.570.680,00 R$ 5.950.680,00
Cheque cliente devolvido (R$ 620.000,00) R$ 620.000,00
saldos ajustados 5.950.680,00 R$ 6.570.680,00


d) Em 30/12/2003, o banco recebeu R$ 620.000,00 referentes às duplicatas de clientes e creditou esse valor na conta da empresa, que registrou a transação em 05/01/2004. Considerando essa transação como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria apresentada da seguinte forma:

 

Extrato

Razão

Saldos em 31/12/2003 R$ 6.570.680,00 R$ 5.950.680,00
Cheque cliente devolvido   (R$ 620.000,00)
saldos ajustados 6.570.680,00 5.330.680,00

 

Resolução:

Analisando a letra a nós percebemos que o valor de R$ 75.000,00 foi adicionado (creditado) no extrato bancário, quando deveria ter sido retirado. Isso invalida a resposta.

Na letra c o valor do recebimento deveria ter sido adicionado ao extrato bancário.

Parecida com a letra c, a letra d retira do razão dos bancos um valor que foi recebido. Foi invertido.

Deixando a letra b por último, por ser a resposta correta, podemos perceber que como foi identificado um cheque sem fundo, que a Contabilidade considera como certa, esse valor deve ser retirado do razão dos bancos. Perceba que o extrato bancário não foi alterado, visto que o valor do cheque não pôde ser creditado pois estava sem fundos. Basta apenas ajsutar o saldo da contabilidade.

2 comentários:

  1. Tenho uma obeservação, se na questão está falando que o valor foi debitado da conta da empresa, porque o extrato não foi alterado. se houve um debito, o valor deveria ter sido reduzido, depois deveria ter sido feito o acerto. sim ou nao?

    ResponderExcluir
  2. Na opção d, a banco fez o credito na conta da empresa, logo o valor no extrato esta correto, em contrapartida a duplicata descontada não foi contabilizada e deveria ser lançada no razão, como devedora, aumentando o saldo do razão, assim sendo feito o ajuste dos saldos. certo ou errado?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...