segunda-feira, 14 de março de 2011

Exame de Suficiência - Auditoria

1. (ENADE, 2009) Nos trabalhos realizados por um auditor independente, identificaram-se vários procedimentos
adotados pela Cia. Calada. No decorrer dos trabalhos, os seguintes fatos foram encontrados:
 
I.  A Provisão para crédito de liquidação duvidosa foi constituída, tendo como base o índice de
inadimplência apresentado nos últimos cinco anos.
II.  O Registro das receitas foi realizado pelo regime de caixa.
III.  As Taxas de depreciação foram calculadas pelo método da soma dos dígitos, diferentemente do
último exercício em que foi adotado o método das quotas constantes, sem evidenciar em notas
explicativas.
IV.  Os Estoques estavam avaliados acima do valor de mercado, sem a provisão correspondente.
V.  As Despesas pagas antecipadamente foram registradas como ativo circulante.
 

Diante dos fatos encontrados na Cia. Calada, sob o ponto de vista da condução do trabalho de
auditoria, a conduta CORRETA do auditor independente responsável será:


A)  considerar como não relevantes todos os fatos encontrados.
B) oferecer serviço de consultoria para corrigir os fatos encontrados.
C) solicitar da empresa correções para os fatos I, II e V.
D) solicitar da empresa correções para os fatos II, III e IV.
E) solicitar da empresa correções para todos os fatos encontrados. 

 

Resolução:

I. A PDD deve ser constituída com base em probabilidade de efetivação ou não do “calote”. Isso varia de empresa para empresa. Nesse caso a empresa usou uma base de 5 anos (Marion diz que o parâmetro aceito é a porcentagem obtida nos últimos 3 anos) para, estatísticamente, constituir sua provisão;

II. Como vocês devem ter visto estudando os princípios, a contabilização deve ser feita pelo regime de competência;

III. Não há problema é se trocar um método por outro, desde que não ocorra frequentemente. E, ocorrendo a mudança, ela deverá ser evidenciada em notas explicativas, mostrando o porquê e seus efeitos;

IV. Custo ou Mercado, dos dois o menor; sendo criada uma provisão para ajustar ao valor do mercado;

V. Procedimento correto. Se uma despesa, por exemplo, de seguro foi paga no meio do ano, sendo a apólice vigente até o meio do outro ano, não há por que ser despesa completa do exercício. Mas sim uma despesa antecipada.

Com isso, temos como resposta a letra D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...