sexta-feira, 25 de março de 2011

Ajuste a Valor Presente

Três pesquisas foram apresentadas no ano passado sobre o tema de ajuste a valor presente nos Congressos USP e Anpcont. Parece existir um consenso sobre os problemas da evidenciação do ajuste, assim como da sua relevância sobre os números contábeis.

Vera Ponte, Marcelle Oliveira e Danival Cavalcante estudaram a evidenciação do ajuste em companhias abertas (ANALISE DAS PRATICAS DE DIVULGACAO DO AJUSTE AO VALOR PRESENTE (AVP) PELAS COMPANHIAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA). Os autores verificaram que as empresas com níveis de governanças diferenciado apresentam maior evidenciação. Apesar disto, o nível de divulgação das práticas do ajuste a valor presente é reduzido.

Lísia Queiroz, Elizabeth Oliveira, Camilla Medeiros e Alexsandra Moura analisaram em AJUSTE A VALOR PRESENTE SOLICITADO PELA LEI Nº 11.638/07 os efeitos do ajuste a valor presente nas empresas de aviação civil (TAM e Gol). A constatação é que as empresas não divulgam informações sobre os procedimentos usados.

A aplicação do ajuste em empresas de leasing foi o tema do trabalho de Ednei Pereira, Eric Barreto Jr, Fátima Freire e Antonio Ribeiro Filho, todos do Programa Multiinstitucional UnB-UFRN-UFPB (Ajuste a valor presente da carteira de leasing e as distorções patrimoniais nas demonstrações contábeis das sociedades de arrendamento mercantil listadas na CVM). Os autores constataram que o ajuste influencia nos valores, sendo observado que os ativos estão super avaliados. As empresas apuraram prejuízos, mas que foram revertidos em lucros.

Fonte: Contabilidade Financeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário